• Unidade Cohab: Av. Álvaro Serra Castro
    nº 11 - 2º andar, Cohab Anil III - São Luís - MA
    (98) 3244-0105 / 3259-6248 / 99976-2952
  • contato@gastrolifeslz.com.br
    • 28 OUT 16
    • 1
    Orientações para realização de Endoscopia Digestiva Alta

    Orientações para realização de Endoscopia Digestiva Alta

    Endoscopia digestiva alta – Exame indicado para avaliação diagnóstica e tratamento de doenças da parte superior do tubo digestivo. O exame é realizado com anestesia tópica na garganta e sedação, utilizando medicação administrada por uma veia para permitir que você relaxe e adormeça.

    Orientações gerais:

    Jejum absoluto de 08 horas (não ingerir nenhum tipo de líquido e alimento, inclusive água).

    Vir acompanhado por uma pessoa adulta, maior de 18 anos. Não dirigir após o exame.

    Pacientes portadores de doenças cardíacas, hipertensos ou em uso de medicação contínua, podem fazer uso do medicamento no dia do exame, até às 6 horas da manhã, com pouca água. Pacientes diabéticos devem suspender os medicamentos para o diabetes no dia do exame. Após o exame você pode fazer uso da Insulina ou dos hipoglicemiantes orais próximo à primeira refeição do dia.

    Paciente com mais de 85 anos ou com doenças cardíacas graves serão avaliados pelo médico Endoscopista antes de realizar o procedimento, podendo este ser suspenso em caso de contra-indicação.

    Ainda na recepção, retire seus acessórios pessoais (carteira porta-cédulas, óculos, brincos, colares, pulseiras, relógios, anéis, etc.) e entregue para o seu acompanhante.

    Ao entrar na Sala de Endoscopia você será solicitado pela equipe de enfermagem a remover suas próteses dentárias.

    Logo antes do início do exame, a técnica de enfermagem irá lhe oferecer pequena quantidade de líquido contendo Dimeticona para retirar as bolhas de ar que se aderem à parede do estômago durante o procedimento.

    O que acontecerá durante o exame?

    A endoscopia digestiva alta não dói e não atrapalha em nada a respiração. Para que isso seja possível, é realizada a anestesia local da orofaringe (garganta) com spray de Xilocaína, e em seguida são aplicadas medicações sedativas e analgésicas de forma intravenosa. Eventualmente a medicação pode provocar sensação de ardência no local da infusão e no trajeto da veia puncionada. Se necessário, pequenas amostras de tecido (biópsias) podem ser colhidas durante o exame para análise microscópica detalhada.  A duração média do procedimento é de 10 minutos. Alguns pacientes não lembram que realizaram a endoscopia.

    Orientações pós-exame:

    Após a endoscopia digestiva alta você não poderá dirigir automóveis, manusear instrumentos ou aparelhos de precisão durante 12 horas, pois sob efeito de sedativos, poderá cometer erros e sofrer acidentes. O sedativo que tem efeito calmante e hipnótico (sono) costuma também causar amnésia durante o exame e logo após o mesmo. Portanto, é comum que o paciente não se lembre da realização do exame e de alguns acontecimentos algum tempo depois.

    Durante o exame endoscópico pode haver necessidade de realização de procedimentos adicionais, tais como, biópsias, retirada de pólipos, dilatação ou outro procedimento. Nos casos de Convênios serão solicitadas guias adicionais para autorização. Quando de procedimentos Particulares, você será comunicado pela nossa equipe de apoio. Você receberá algumas informações e orientações de acordo com o que foi realizado.

    A pressão arterial não sofre alterações significativas em decorrência do exame ou da sedação. O efeito anestésico na garganta permanecerá por cerca de 20 minutos, quando então a alimentação habitual estará liberada.

    Caso você tenha recebido material para anatomia patológica (biópsias), não se esqueça de levá-las ao laboratório de Anatomia Patológica indicado. Junte o resultado do estudo da biópsia que será fornecido pelo laboratório com o resultado do exame endoscópico para levá-lo ao seu médico(a) assistente.

    Como você sabe, através da endoscopia, vários diagnósticos podem ser feitos. Há situações em que o endoscopista realiza biópsias para confirmar o diagnóstico ou para detectar alterações que não podem ser definidas apenas com a endoscopia. A biópsia raramente significa suspeita de uma doença grave. Portanto, não se preocupe desnecessariamente. Aguarde o resultado com tranquilidade. Atualmente é muito frequente que biópsias sejam realizadas para a pesquisa do Helicobacter pylori, bactéria presente no estômago em aproximadamente 80% das pessoas.

    Você irá permanecer na sala de repouso por cerca de 10-30 minutos, até que os efeitos principais das medicações empregadas para sua sedação desapareçam. Sua garganta pode ficar adormecida ou levemente irritada e você pode sentir um discreto empachamento no estômago.

    Após o exame, você pode voltar a sua dieta normal assim que o reflexo da deglutição esteja normal, e a fazer uso de suas medicações rotineiras, a menos que tenha sido instruído do contrário por seu médico.

    Instruções adicionais a respeito de seu problema e tratamento serão dadas na sua próxima consulta clínica. Caso você tenha se submetido a um procedimento terapêutico, informações adicionais serão prestadas pelo médico endoscopista e/ou equipe de enfermagem.

    Você pode sentir gases ou pequena distensão abdominal, pelo ar que foi introduzido através do endoscópio; contudo, isso passará rapidamente. Eventualmente pode apresentar queixa de dor em andar superior de abdome, mesmo após 24h de realizado o procedimento o que é consequente à retirada de biópsias para análise microscópica da mucosa do tubo digestivo alto e para a pesquisa de Helicobacter pylori. Nestes casos recomendamos o uso de Droxaine® suspensão oral, 10ml via oral, quatro vezes ao dia, quinze minutos antes das refeições e ao deitar + Buscopan Composto®, 1 comprimido até de 6/6hs.

    Em pessoas mais sensíveis, ou devido a dificuldades técnicas, pode ocorrer flebite (inflamação) ou hematoma (inchaço ou manchas arroxeadas) no local da aplicação da medicação endovenosa. Nestes casos, aplique compressas geladas no primeiro dia e compressas quentes nos dias seguintes. Pomadas anti-inflamatórias e/ou Hirudoid® podem ser utilizadas. Em caso de rouquidão ou dor de garganta decorrentes da introdução do aparelho, sugere-se a realização de gargarejos com Malvatricin Solução®.

    O exame, dura em média, 5 minutos, porém, em função da necessidade da realização de eventuais procedimentos endoscópios (ex: dilatação de esôfago), indicados em função de achados ocorridos durante o exame, esse tempo pode se prolongar de forma imprevisível. Portanto, o horário de agendamento do procedimento é flexível, servindo apenas de referências para a chegada do paciente à Clínica. Podem ocorrer atrasos em função de procedimentos que estão sendo realizados no paciente que o está precedendo, da mesma forma que o seu exame também pode atrasar. Contamos com sua colaboração no sentido de compreender tais atrasos.

    Para facilitar a realização do exame e por medidas máximas de conforto e segurança, a Gastrolife pode fornecer, se precisar:

    • Um atestado médico ao paciente, dispensando-o do trabalho naquele dia e uma declaração de comparecimento ao acompanhante.

    PACIENTES DESACOMPANHADOS NÃO SERÃO SUBMETIDOS A EXAME.

    IMPORTANTE
    Os aparelhos são submetidos à rigorosa desinfecção conforme as normas técnicas exigidas após cada exame, sendo esta uma preocupação constante para se evitar transmissão de doenças infecciosas.

    Deixe sua mensagem →
  • Posted by Sueli Costa de souza on Maio 9, 2018, 6:53 am

    Fiz endoscopia alta ontem.. hoje posso fazer musculação ?? Tem menos de 24 horas!

    Reply →

Deixe sua mensagem

Cancel reply